23 de junho de 2017

Caso Mayara Parize: após 05 anos, réu será levado à Júri Popular dia 21 de julho

Cinco anos depois do grave acidente que causou a morte da jovem MayaraParize, 19 anos, na BR-470 em Campos Novos, o motorista João Maria de Oliveira, de 67 anos acusado pelo crime, irá a julgamento no Fórum de Campos Novos. O júri popular está marcado para às 9h do dia 21 de julho.

De acordo com o Assistente de Acusação, advogado Mayck Wilhan Fagundes, João Maria será julgado pelo crime de homicídio doloso, já que teria assumido o risco de causar o acidente, isso por ter dirigido embriagado; por não possuir habilitação e, também; por realizar ultrapassagem em faixa dupla quando assim vitimou Mayara.


Embora a Sentença de Pronúncia tenha absolvido o réu pelos crimes de trânsito em primeiro grau, houve reforma da decisão no Tribunal de Justiça de Santa Catarina e, dessa forma, João Maria responderá também pelo crime de embriaguez ao volante frente ao Tribunal do Júri.



Caso

João Maria de Oliveira, de 63 anos, causou a morte da estudante universitária Mayara Isabela Parize, de 19 anos, em um acidente de trânsito registrado no dia 05 de julho de 2012 na BR-470 em Campos Novos. Ele conduzia um Fiat Tipo e ao tentar fazer uma ultrapassagem forçada de um caminhão, invadiu a pista contrária e colidiu de frente com a motocicleta Honda Biz conduzida por Mayara.

João dirigia sem habilitação e teria assumido a culpa em depoimento, dizendo que havia consumido bebida alcoólica e estava se deslocando para a localidade de Ibicuí pagar algumas contas. Ele foi preso em flagrante.






Comentários
0 Comentários