11 de agosto de 2015

Horário de funcionamento das creches não será alterado

O Brasil está enfrentando um cenário de crise econômica e a realidade em Campos Novos não é diferente. A exemplo de outros municípios, Campos Novos está tomando medidas para contenção de gastos em todos os setores.

Conforme solicitação do prefeito municipal, a equipe da Secretaria Municipal de Educação e Cultura efetuou estudo juntamente com os diretores das Unidades de Ensino da Rede Municipal com a finalidade de rever gastos gerais e o quadro de funcionários.

O estudo foi efetuado conforme os dados fornecidos pela equipe gestora das unidades escolares, sempre com o objetivo de não comprometer a qualidade do atendimento e evitar situações de demissão em maior proporção, pois esta é uma preocupação da Administração.

Entre as possíveis medidas sugeridas pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, estava a redução da jornada de atendimento da educação infantil para às 17 horas, uma vez que, ela está acima do que preconiza a legislação, pois conforme a resolução do CEB/CNE Nº 5/2009, ART. 5º, § 6º, É considerada Educação Infantil em tempo parcial, a jornada de, no mínimo, quatro horas diárias e, em tempo integral, a jornada com duração igual ou superior a sete horas diárias, sendo aconselhável pela Assessoria do MEC não ultrapassar às 10 horas diárias.

Em Campos Novos, as crianças matriculadas na Educação Infantil, atendidas em período integral, permanecem na instituição dez horas e trinta minutos diários.

Esta medida seria viável, considerando o aspecto legal, a necessidade da redução de gastos com pessoal e reduzido número de crianças que permanecem até às 18 horas, porém, após análise do estudo realizado, o Prefeito Nelson Cruz, decidiu por não reduzir o horário de atendimento na educação infantil, acolhendo os pedidos da comunidade e a redução de gastos com pessoal, alimentação, material pedagógico, de limpeza, água, luz e telefone, não totalizou um valor expressivo.

“Apesar da polêmica que a sugestão desta medida causou, em nenhum momento a Administração Municipal e a Secretaria de Educação tomariam decisões irresponsáveis ou com intuito de prejudicar alguém, ou famílias, que precisam deste atendimento”, declarou a Secretária de Educação Rosângela Luft.


A decisão tomada foi repassada aos diretores da Educação Infantil na tarde desta terça-feira (11/08), em reunião realizada na Secretaria Municipal de Educação.




Comentários
0 Comentários