17 de julho de 2015

Administração de Campos Novos estuda reduzir salários de cargos comissionados

O prefeito de Campos Novos, Nelson Cruz, confirmou nesta sexta-feira, no programa da Prefeitura, veiculado na Rádio Cultura, que algumas medidas de contenção de despesas serão tomadas ainda neste mês pela administração municipal.

A reportagem do Jornal O Celeiro buscou informações ainda na parte da manhã com o prefeito, mas em contato telefônico, Cruz se resumiu a comentar que estuda formas de diminuir custos. O Prefeito realizou reunião com o secretariado na tarde de ontem (quinta-feira), e repassou que os salários de cargos de confiança, necessitam ser revistos.

Questionado sobre a porcentagem de redução dos salários dos funcionários comissionados, o prefeito afirmou que não sabia ainda se seria 25% ou até mais, porém, no Informativo Municipal, ao meio-dia desta sexta-feira, o prefeito confirmou que os ajustes serão necessários e podem ser de 25 a 30%.

Segundo Nelson Cruz, o município de Campos Novos atingiu o teto máximo de despesas com folha de pagamento, que é 54% do total da arrecadação. Em maio, o prefeito Nelson Cruz já havia cortado as horas extras dos servidores, a fim de diminuir custos.

“Inclusive estamos estudando reduzir o salário do prefeito, vice-prefeito e secretários, diretores e assessores. Estamos estudando e trabalhando um projeto que o município não tenha dificuldades ou ingerência em cima da administração e podemos mexer nos cargos comissionados, em funções gratificadas e infelizmente vamos tomar essas medidas. Vamos estar definindo o projeto para que possamos enquadrar o município para que estejamos dentro das leis de responsabilidade”, afirmou.

Nelson ainda destacou que é preciso dar exemplo. “É muito pior demitir do que reduzir salários e vamos diminuir de 25 a 30% no salário, porque tem que ser feito e caso não se consiga equilibrar a receita, vamos demitir, não tem outro jeito, mas vamos tentar colocar o índice dentro do limite. Porque temos redução da receita todo mês. Só neste mês de junho, tivemos R$ 623 mil negativos de receita, mas infelizmente diminui e estamos tendo problema com a folha e isso ninguém suporta”, declarou.

A medida, porém, depende de aprovação da Câmara de Vereadores, disse ainda o prefeito. Na próxima terça-feira, 21, o Prefeito vai definir o quanto será cortado.


Fonte: Jornal O Celeiro




Comentários
0 Comentários