7 de abril de 2015

Foto com casal de sequestradores de crianças não passa de viral na internet

Diversas mães preocupadas procuraram o Portal Caco da Rosa de Joaçaba nesta terça-feira (07/04) pedindo se havia algo de concreto nos boatos de que um casal estrangeiro, procurado pela Interpol por sequestrar crianças, estaria na região. A notícia, que até foi difundida por alguns veículos de comunicação, não se confirma.

Cinte dos boatos, o Blog Oséias Inácio, removeu a imagem dos possíveis suspeitos e as falsas informações, ainda na manhã desta terça-feira (07). Uma vez que o material e as informações reproduzidas na reportagem tinham como fonte, outro meio de comunicação da região.

“Tivemos a informação de que um casal passou por Videira e Jaborá, mas não existe nenhuma denúncia e nem mesmo registro nas delegacias de que eles abordaram crianças. São boatos que vão se alastrando e preocupando a população, que já está apreensiva com o sumiço da jovem Mariane Telles (desaparecida há 22 dias)”, garantiu o investigador da DIC (Divisão de Investigação Criminal) Juliano Pedrini.

O delegado da Comarca de Catanduvas Bruno Boaventura, também afirmou não haver até o momento nenhum registro nas delegacias.

Já a Polícia Militar recebeu denúncias de quem um casal estaria em uma caminhonete vendendo jaquetas de couro, mas não passou disso.

A foto de Luis Alejandro Gonzalez e Malvina Serrano circula em todo o país para alertar os pais sobre o “suposto” casal de sequestradores paraguaios que alega fotografar crianças para um calendário. No entanto, após uma rápida pesquisa na internet, se verifica que esse boato já correu o mundo. Em algumas versões do boato, falavam que era uma van que sequestrava as crianças para retirar os seus órgãos. A foto começou a ser difundida na região desde o dia 1º de abril, Dia da Mentira.

Quem é o casal da foto?

Luis Alejandro González (Chile) e Malvina Serrano (Argentina) são um casal acusado de pertencer a uma rede de tráfico para a prostituição. Eles são fugitivos e são perseguidos pela Interpol. Segundo os dados recolhidos, o casal operava no Chile, em 2009. Após a primeira publicação com retratos e nomes dessas pessoas em 2012, a imagem se tornou um viral na Internet (Portal Amazonas).



Fonte: Caco da Rosa




Comentários
0 Comentários