3 de julho de 2013

Médicos de Campos Novos aderem a paralisação nacional

Médicos que atendem pela saúde pública em Campos Novos aderem à paralisação nacional nesta quarta-feira (3).

Segundo informações da Unidade de Saúde Central, não haverá atendimento no antigo PAM hoje, onde 7 profissionais prestam serviço.

Nos postos de saúde da família, o secretário de saúde Nelson de Paula informa que também não haverá atendmento médico. Os demais profissionais, porém, permanecem nos postos  que ficarão abertos.

No Hospital Dr. José Athanázio,  o atendimento de urgência e emergência é normal nesta quarta-feira.

A paralisação deve ter duração de um dia e amanhã o atendmento médico já deve estar nornalizado.

Segundo a Federação Nacional dos Médicos,  a paralisação está sendo chamada de dia nacional de paralisação contra a importação de médicos estrangeiros.

O Conselho Superior das Entidades Médicas de Santa Catarina também confirma a participação dos médicos catarinenses na mobilização de hoje.

A contratação de médicos estrangeiros sem a realização do exame de revalidação do diploma, a aprovação da lei do ato médico, o reajuste da tabela SUS e reajuste imediato na bolsa do residente, são outros pontos da manifestação dos profissionais, aponta a representação nacional da categoria.

Falta de leitos, de medicamentos, ambulâncias paradas por falta de combustível, infiltrações nas paredes, goteiras nos hospitais e postos de saúde são outras situações que os médicos consideram um desrespeito à população.


Fonte: Antonia Claudete Martins/ Rádio Cultura AM


Comentários
0 Comentários