23 de julho de 2013

"Enterro Simbólico” da Polícia Civil Catarinense é realizado em Lages

Foto: Correio Lageano

Um protesto silencioso de policiais civis de todo Estado, por melhores salários e aumento do efetivo, foi realizado em frente à Delegacia Regional da Polícia em Lages, na rua Lauro Müller, no Centro, nesta terça-feira (23). A manifestação iniciou por volta das 9 horas e terminou perto das 12 horas.

Segundo o representante regional do Sindicato dos Policiais Civis de Santa Catarina (Sinpol) e presidente da Associação dos Policiais Civis da Serra, Marcos Santos, cerca de 500 policiais compareceram ao protesto, número que ficou dentro do esperado.

Conforme dados oficiais, a Polícia Civil Catarinense atua, apenas, com metade do efetivo considerado o ideal - o mesmo efetivo de quase 30 anos atrás. Somado a isso estão os baixos salários, defasados há mais de 10 anos e considerado um dos piores entre as polícias civis de todo o país.
Outro fator preocupante são as crescentes “baixas” nos quadros da Polícia Civil. Desde 2007 quase 1.000 policiais deixaram a instituição, afirma o Sindicato.
“Exigimos uma adequação remuneratória condizente às atividades técnico-jurídicas as quais exercemos. As negociações com o Governo já se arrastam há muito tempo e até agora só nos foram apresentadas propostas desproporcionais às atribuições dos nossos cargos. A situação salarial na Polícia Civil é calamitosa e a paciência acabou!”, diz Anderson Amorim - Presidente do Sindicato da Categoria (SINPOL-SC).


Comentários
0 Comentários